Gabana une gastronomia e boa música na Praia da Costa | Aline Approves

Gabana une gastronomia e boa música na Praia da Costa

Olá, maravilhosos! Tudo bem?

O que mais me perguntam é dica de um lugar bacana que una boa gastronomia e música num lugar só. Recentemente descobri o lugar perfeito, com essas duas características em um ambiente bonito, requintado e de bom atendimento. É o Restaurante Gabana, que fica na Praia da Costa.

Gabana – entrada. O local fica na Praia da Costa.

Ele foi inaugurado em agosto agora, faz 1 mês. É bem recente! Com a proposta de unir gastronomia de qualidade e boa música, o Restaurante Gabana chegou em Vila Velha com um ambiente único e inovador. São dois ambientes em um lugar só, dividido entre o restaurante, que fica no térreo, e o lounge, que fica no segundo andar. Isolado por uma ótima acústica, os dois se complementam, transformando o Gabana em um lugar que vale a visita e a noite.

Gabana – área do restaurante.

Gabana – lounge, no segundo andar.

O restaurante e o lounge

Assinado pelos Chefs Julio Storck e Rodrigo Carramanhos, o cardápio da casa é ótimo tanto para as pessoas do restaurante quanto do lounge. É formado por petiscos, sanduíches e pratos muito bem elaborados e para todos os gostos. A linha gastronômica é voltada para a comfort food, trazendo à memória o bom paladar dos clientes e apresentando opções com carnes bovinas nobres, massas, aves e camarões, além de sanduíches e sobremesas.

Gabana – área do restaurante. Subindo pela escada azul você vai para o lounge.

O segundo ambiente é o Bar Lounge, no andar de cima, que conta com uma decoração que remonta aos anos 70, 80, e 90, as mesmas décadas das músicas que tomam conta das picapes dos DJs. A ideia do espaço é curtir o som da melhor qualidade da maneira que se desejar: conversando e apreciando drinks e petiscos no lounge ou mexendo o corpo na pista de dança (pequena, mas linda!). Há também a opção de reservar o espaço exclusivamente para seu evento de segunda a quarta sem custo adicional. Atende, mais ou menos, 45 pessoas o lounge.

Gabana – lounge com pequena pista de dança e mesinhas para curtir o ambiente e bons drinks.

“As noites da Grande Vitória tinham perdido o glamour que grandes casas noturnas de décadas atrás proporcionaram a uma legião de pessoas que gostam de dançar. A ideia do Gabana é a noite não acabar em um simples jantar, mas dar ao cliente a opção de uma esticadinha na noite, ao som de músicas que marcaram três décadas. O Gabana traz em sua estrutura todo o pacote tecnológico, mas leva a uma experiência sensorial retrô”, essa é a ideia do Paulinho, um dos donos do local, junto com a Paulinha e o Tadeu.

A experiência

Pois bem, aproveitei mais o restaurante dessa vez do que a pista. Para subir, você paga couvert (no dia que fui estava R$ 30), mas se você não quiser ir ao lounge, o acesso ao restaurante não paga nada, só a consumação. São ambientes independentes.

Os Chefs fizeram para nós um menu degustação, então os pratos que mostrarei aqui não estão em tamanho original, ok? Estão reduzidor. Experimentamos boas opções e uma boa variedade do cardápio, que é enxuto.

Chips de Mandioca com Manteiga de Garrafa e Grana Padano.

De entrada, ficamos com o Chips de Mandioca com Manteiga de Garrafa e Grana Padano (R$ 27) e a Porção de Pastéis de Camarão com Catupiry (R$ 36) e de Queijo com Cebola Caramelizada (R$ 28). Cada porção vem com 4 pastéis.

Pasteizinhos – porção vem com 4.

Pasteizinhos – recheio de camarão e catupiry.

O chips foi de longe meu favorito. Muito crocante, fininho e a manteiga com o grana padano fizeram um bom tempero, leve e saboroso. Os pastéis estavam sequinhos e bem recheados.

Arroz Bacalhau à Brás.

Arroz Bacalhau à Brás.

Nos pratos principais, experimentamos o Arroz Bacalhau à Brás (R$ 66), que vem lombo de bacalhau, cebola caramelizada, alho confitado, batata frita e um ovo com gema mole em cima, pra fechar com chave de ouro. O arroz é bem cremoso, detalhe pra batata frita que vem bem fina e macia, ficando com a textura como se fosse cozida, contraste legal com o arroz. O ovo foi um toque cuidadoso e bem bonito, deixando o prato mais classudo. Eu gostei muito e olha que bacalhau de longe é meu prato favorito, mas nessa noite, foi. Saboroso demais esse prato!

Arroz Bacalhau à Brás – olha essa gema escorrendo, que delícia!

Outro que experimentamos foi o Bucatini, Costela assada a baixa temperatura, Shitake e Picles de Maxixe (R$ 63). A costela foi assada por 14h em baixa temperatura e também leva caldo oriental (molho de ostra e caldo de carne). Prato muito bem temperado, costela desmanchando. Não poderia estar melhor.

Bucatini, Costela assada a baixa temperatura, Shitake e Picles de Maxixe.

Mais um: Linguine com Camarões e molho Bisque (R$ 72). Ele vem linguine, molho bisque, tomate confit, alho confitado, molho de limão e camarões grelhados. Esse não experimentei porque Francisco ficou com ele, mas o aroma estava maravilhoso e o prato bem bonito.

Linguine com Camarões e molho Bisque.

Além disso, vieram dois drinks que o bartender Wagner fez para nós. O Gin Tônica (R$ 20) e o Tentação (R$ 26), feito com morango, maracujá, leite condensado, vodka e licor de chocolate. De início, achei que seria enjoativo essa última opção, mas gostei muito. O chocolate e o morango contrastaram e o doce ficou bem leve, acho que pela quantidade de chocolate também que não foi muita. Adorei!

Gin Tônica e Tentação, esse último feito com chocolate e morango.

E aí, vamos para as sobremesas do cardápio. São duas opções: uma para quem curte uma sobremesa mais cítrica e a outra para os fãs de chocolate, como eu.

Bolo de brigadeiro e calda de baunilha – perfeição!

A primeira opção é o Bolo quente de Brigadeiro e calda de Baunilha (R$ 25). Acho que foi o bolo mais molhadinho que já comi até agora. Vem uma calda quentinha e aromática de baunilha para acompanhar o bolo e olha: plenitude é uma palavra que resume essa sobremesa. Perfeita!

Torta de Limão desconstruída – linda e muito gostosa!

A segunda é a Desmontamos a Torta de Limão (R$ 22), uma torta de limão desconstruída no prato. Eita sobremesa bonita, viu? Além disso, gostosa demais. Cítrica na dose certa, creme consistente, massa desmontada fofinha…pedida ideal para quem não está afim de chocolate, mas não dispensa um doce equilibrado.

O ambiente é muito charmoso, o atendimento (para nós feito pelo Zé Carlos) foi maravilhoso. O pessoal foi muito simpático e agradeço muito ao Marcelo que nos recebeu e teve muita paciência para as minhas perguntas sobre o local. Pretendo voltar em breve agora com amigos para curtirmos o lounge! Se quiser conferir o cardápio do Restaurante Gabana, olha ele aqui.

Veja mais fotos do local:

Gabana – Lounge.

Gabana – Lounge e bar, no segundo andar.

Gabana – restaurante.

Gabana – restaurante, parte do deck.

 

Algum de vocês já foram? Conta pra mim o que acharam?

Cheers!

Beijos!

Gabana Gastronomia & Música

Endereço: Rua Gastão Roubach, 352, Praia da Costa. Final da orla, próximo ao Clube Libanês, após a curva da Sereia.

Horário de Funcionamento: Quintas, Sextas e Sábados, à partir das 19h. Aos domingos, almoço à partir das 11h.

Contato e reservas: 27 99730-6398 (Marcelo de Faro) marcelodefaro@restaurantegabana.com.br

Facebook / Instagram

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *