Florianópolis: Onde comer e beber bem em Floripa | Aline Approves

Florianópolis: Onde comer e beber bem em Floripa

Oi, pessoal! Tudo bem? Hoje vim contar pra vocês um pouco da minha viagem para Florianópolis e dar dicas de locais para comer e beber bem na Ilha da Magia. Vocês já conhecem Floripa? É um lugar encantador! To doida pra voltar!

Por que fui para lá?

rd summit - florianópolis

RD Summit – Super evento de Marketing Digital em Florianópolis!

Bem,  fui para Florianópolis para um evento de marketing, o RD Summit. Amei demais, se quiserem faço um post (ou um vídeo) contando um pouco sobre o evento. Para os amantes e profissionais de marketing, é uma super experiência! Me conta nos coments se quer ver esse conteúdo!

Pois bem, aproveitei minha estadia por Floripa e tirei alguns momentos para conhecer a cidade e o que Florianópolis tem a nos oferecer de lazer. Não foi muita coisa, percebi que tem muito lugar legal por lá, além das praias, mas não tive tempo de rodar mais.

Dicas gerais:

  • As coisas em Florianópolis fecham cedo, pelo menos a maioria dos bares e restaurantes. Parece muito Vitória nesse ponto.
  • As opções são muitas! Japa, carne, massa, bares, botecos…mas o ponto principal é frutos do mar! Aos apaixonados, é um destino maravilhoso (e nesse ponto é mais barato que Vitória)!
  • São mais de 300 praias divididas entre o continente e a Ilha. As praias do norte são mais para surfistas e são fortes (e geladas). As do sul são melhores para banho, mas não cheguei a conhecer.
  • Fiquei hospedada no continente (Capoeiras) e o evento era na Ilha. Super perto. Não se engane com a ponte, ela é pequena e fácil de atravessar. Uber e 99 é fácil de arrumar e são muito simpáticos. Então na hora de escolher hospedagem, se quiser ficar perto do Centro e os hotéis estiverem caros, procure um bairro ótimo chamado Coqueiros, que tem muitos bares e restaurantes pela região também (pelo menos uns 3 dos que fui fica lá). Fica no continente, mas é rápido e barato de atravessar (tipo, R$ 15 de uber).
  • As praias são mais distantes, então você deve gastar uns R$ 30 de uber para chegar, dependendo de qual praia for.

Vamos às dicas para comer bem em Florianópolis?

1. Café Cultura

O Café Cultura é uma rede de cafeteria de Santa Cataria que possui 6 lojas só em Florianópolis. Gostei muito do conceito que une um bom café especial a pratos, sobremesas e variações deliciosas, com uma cara super boa. Conheci a loja do Espaço Primavera Garden e do Aeroporto de Florianópolis, duas bem diferentes (uma loja conceito e outra pocket). A primeira é maior, com espaço pet friendly, cardápio de almoço e decoração bem legal, rodeada de livros e com paredes estilo cimento queimado e chalkboard. Pedi Ovos Benedict (R$ 23,90) e um Gin (R$ 28), minha amiga pediu um prato incrível de Mignon ao molho de Café e Risoto de Açafrão e Parmesão (R$ 46,50). Pra comer de joelhos!

Nessa unidade, o cardápio é bem extenso, com soft drinks, cafés (gelados e quentes), smoothies, opções de filtrados, brunch (até um “café ressaca” com opções mais pesadas haha), croissants, misto, ovos, omeletes, tapioca, waffles, panquecas, paninis, bruschettas, saladas e pratos, que variam em peixes, massas, lasanha, opções vegetarianas, batata suíça, sopas e sobremesas. Ufa!

No do Aeroporto é mais reduzida a salgados, cafés, mistos, sobremesas, retirando os pratos. Mesmo assim, a variedade e a vitrine são apetitosas! Ah! Ambas tem como você comprar canecas, cafés da franquia e métodos para levar pra casa. Trouxe um, claro (senão Chico me matava rs). Nessa unidade tomei um cappuccino e comi um queijo quente. Muito bom!

2. Mercadoteca

A Mercadoteca Floripa fica ao lado da unidade do Café Cultura que eu disse, do Espaço Primavera Garden. São cerca de 10 lojas reunidas em um espaço com mesas compartilhadas, estilo um mercadão mesmo, só que mais sofisticado. Varandas lindas e ótimas opções, como a Pissani Massas Gourmet, que conheço pelas redes sociais, e a Liffey, tapbar super bacana que vende diversas cervejas legais, com 20 torneiras disponíveis.

Acabei conhecendo a Di Panna, uma gelateria de Floripa e a Liffey, que ficam dentro da Mercadoteca. Tomei um gelato pequeno (R$ 12, se não me engano) de pistache e de 3 leites (o Di Panna) incrível! A gelateria tem opções sem açúcar, orgânica e vegana e sua outra unidade fica na Lagoa. Na Liffey tomei uma Imperial IPA de IBU 100 e ABV 7,6% deliciosa! Os chopps todos são R$ 10 e os tamanhos variam (dependendo do estilo) em 300ml a 400ml. A Mercadoteca é um ótimo lugar para happy hour, com diversidade de lojas e ainda música ao vivo num espaço bem bonito!

3. Sushic Restaurante

Descobri que perto de onde eu estava hospedada, tinha um restaurante que vendia Ramen e foi meu jantar de chegada a Florianópolis! rs Pra quem não conhece, o Ramen (ou Lámen, como é conhecido aqui no Brasil e China. Japão e EUA chamam de Ramen, mas é a mesma coisa tá? rs) é um prato de origem chinesa, feito com macarrão especial, vegetais, lombo e caldo especial. Foi adaptada para o paladar japonês e pronto, virou febre (e, infelizmente, no ES ainda não conheci nenhum lugar que possua). É estilo uma sopinha de macarrão, mas é mais picante e gostoso, além de ser lindo quando montado no prato! O Sushic Restaurante é uma casa simples, mas com comida oriental ótima em Coqueiros. Inclusive, tava rolando rodízio no dia que fui!

Pedi o Missô Tyashu (R$ 37), que é feito com molho a base de missô (pasta de soja), copa lombo (porco), ovo, moyashi (broto de feijão), wakame (alga desidratada) e cebolinha. Uma delícia e bem grande, tanto que levei pra casa e os meninos atacaram hahahaha. De entrada pedi um Shimeki Salmão Tataki (R$ 16, 4 unidades), um sushi recheado de shimeji com arroz e envolto no salmão. Delícia e peças de ótimo tamanho. Preço super justo pro tamanho das porções (descobri que em Florianópolis tudo é bem servido e o preço é justo pelo que propõem, pelo menos os lugares que comi).

4. Brewmille

Não tinha ouvido falar até o meu amigo encontrar pesquisando na internet. Decidimos conhecer. O lugar é bem bonito, rústico e o atendimento todo é feito por um tablet que fica na mesa. Por ele você escolhe seu pedido, envia para produção e os garçons trazem até à mesa. Nele você consegue acompanhar também quanto está dando a sua conta. No final, você pega uma plaquinha que fica na mesa, tipo um QR Code, leva até o caixa e paga.

O cardápio do Brewmille, que fica em Coqueiros, é pequeno e se resume em bruschettas feitas em pão de fermentação natural, sandubas, poucos pratos e porções, além de drinks e sobremesas bem legais. O lugar é bem descontraído e cool, vale conhecer!

Comemos 3 bruschettas: a de Gorgonzola com Mel (R$ 14), de Pernil (R$ 14) e a Caprese (R$ 12). Super gostosas, bem recheadas e aquele pão super diferenciado fermentado naturalmente. De drink, pedi um Clover Club Cocktail (R$ 23), feito com London Dry Gin, suco de limão taiti, xarope de framboesa e emulsão de clara. Frutado e forte, bem gostoso!

5. Boteco Zé Mané

O lugar mais incrível que conheci em Florianópolis foi o Boteco Zé Mané, que fica em Coqueiros. Eu encontrei ele no instagram e fiquei encantada com a proposta. Depois, descobri que a casa era “mal assombrada” e abandonada, quando 3 mulheres (suas lindas) assumiram o desafio, reformaram a casa e transformaram o local em um bar estilo anos 90 com comidas incríveis e um cardápio super recheado de opções. Ah! O cardápio é, simplesmente, um jornal (sim, feito no papel de jornal, do tamanho de um jornal)! Tem noção? Eu amei! Trouxe pra casa, inclusive!

A decoração lembra os bares bairristas dos anos 90, com baleiros e tudo mais. Um verdadeiro show à parte. Fora isso, o local tem muitos brinquedos dessa época como decor (atari, pula pirata, cara a cara), além de dominós e baralho para a galera jogar nas mesas. A casa é linda e, apesar da chuva, tinha fila de espera na porta.

A comida é muito maravilhosa. Caipis de todos os sabores e mais que você imaginar! Várias misturas inusitadas que você escolhe se quer com rum, vodka, cachaça. Copão por R$ 30. Petiscos bem elaborados, lindos, apresentação incrível e super gostosos! Varia em pratos, petiscos pra compartilhar, individual e até sobremesa.

Comemos uma Coxinha de Feijoada com geleia de laranja (R$ 10), Coxinha de Estrogonofe de Mignon (R$ 10), um Varal de Peixinho acompanhado de Pirão e Farofa (R$ 33) e finalizamos com um Pudim de Sorvete com calda de Chocolate e Cachaça (R$ 12). Surreal, tudo! Quero fazer um post específico de lá, muitos detalhes pra contar! E voltar, lógico! Pena que fecha cedo (cozinha se encerra meia noite).

6. Zeca Bar e Restaurante

No sábado fomos conhecer algumas praias, apesar do tempo estar fechado. Paramos no Campeche e conhecemos o Zeca Bar e Restaurante, um local simples na beira da praia que servia a famosa Sequência de Camarão. Você vai ver anunciando isso em vários locais, pois é um prato bem típico de lá.

No Zeca Bar e Restaurante você paga R$ 170 pra duas pessoas (mas ele já adianta que 4 comem bem) e vem: porção de camarão no bafo, porção de camarão ao alho e óleo, casquinhas de siri à milanesa, camarões à milanesa e, pra finalizar, um filé de peixe com molho de camarão acompanhado de porções (arroz, salada, batata frita e pirão (ou feijão).

Gente, É MUITA COMIDA! Sobrou! Eu não comi pois sou alérgica, fiquei nas iscas de peixe (paguei R$ 30 por meia porção que parecia uma inteira!), mas fiquei embasbacada! Era real oficial muita comida, tanto que os 3 que estavam comigo levaram pra casa. Segundo eles, muito fresco, gostoso demais, enormes e bem barato pra quantidade de comida servida. Basicamente R$ 56 pra cada um. A cerveja não é barata (R$ 15), mas né? Onde é barato, ainda mais em beira de praia rs.

Praias

Praia da Joaquina - Florianópolis

Praia da Joaquina – Florianópolis

Como disse, os ubers todos disseram que as praias são incríveis e só tive oportunidade de conhecer duas: Praia da Joaquina e Praia do Campeche. Ambar na região norte e bem fortes, sendo até perigosas de tomar banho, dependendo da época. Muitos surfistas passam por lá. A Campeche tinha mais crianças e tudo mais, de lá você consegue atravessar para uma Ilha de barquinho, se não me engano era R$ 20 e você podia passar o dia por lá. O tempo estava bastante feio, então não aproveitamos muito. Mas a região do Campeche é onde encontramos a famosa Sequência do Camarão do Zeca Bar. Valeu a pena! rs

A dica é seguir pra região Sul e aproveitar mais a água. Locais que ouvi falar muito bem são: da Ponta da Lagoa, Ribeirão da Ilha (onde fica o famoso Ostradamus) e Morro da Pedra, além de Jurerê, né? Que dizem ser um show a parte.

Cheers! Aproveitem Floripa!

E aí, gostaram das dicas? Agora você já sabe algumas opções de onde comer e beber bem em Florianópolis quando for passear por lá!

Conhece mais locais bacanas? Deixa nos comentários! Quero muito voltar pra Ilha da Magia e fazer um #ApprovesViaja por lá! Aliás, segue essa hashtag no instagram que sempre que vou em algum local viajando, posto com ela! 😀 Aqui no blog, quando faço post sobre pontos turísticos, também tem a categoria Approves Viaja! 😉

Beijos e se divirtam em Florianópolis!

            

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *