Restaurante Aleixo: conheça as opções do menu de Verão | Aline Approves

Restaurante Aleixo: conheça as opções do menu de Verão

Se eu tivesse hoje que escolher um local sofisticado e com comida de primeira para alguma comemoração ou apenas um dia que eu queira comer maravilhosamente bem, seria ele o Aleixo Restaurante.

O por quê?

Não é puxando saco, mas já puxando, desde que conheci a casa fiquei apaixonada e, coincidentemente, foi mais ou menos quando o Chef Jonathan Nery assumiu a cozinha (ele está lá há cinco anos quase seis e eu tenho o blog há 4, então…rs). Pra quem não conhece, é um dos restaurantes mais badalados da Praia do Canto, com pratos clássicos ao contemporâneo bem criativos e cheio de encontros de sabores. O lugar é lindo demais, com luz baixa, bem intimista e uma varanda deliciosa. O atendimento é muito incrível também.

Eles abrem para almoço (o executivo custa R$ 63,90 com entrada, principal e sobremesa, mudando toda semana) e jantar. Além disso, tem pratos para compartilhar no fim de semana que acompanham sobremesa, custando entre R$ 120 e R$ 150 reais (servindo duas e até 3 pessoas muito bem).

Cardápio de Verão

Os pratos que eu experimentei!

O Chef Jonathan Nery criou opções incríveis para o Verão e elas estarão disponíveis até abril. São mais de 25 pratos, variando entre entradas, principais e sobremesas. Sabendo do meu gosto, ele preparou alguns para eu degustar e contar para vocês o que achei.

Entradas

Polenta Trufada!Comecei com a Polenta Trufada com Socol e Trufa Negra (R$ 46). A base da polenta mole é normal, com acréscimo de parmesão e azeite de trufa na preparação. A decoração ficou por conta do socol tostado ao forno e da trufa negra. O azeite em si já dá uma diferença bem grande na polenta e, combinando com a trufa negra, fica muito aromático e muito gostosa. Sou fã de polenta, com certeza a do Aleixo tá demais!

Queijos da Serra das Antas com Mel Trufado!

A segunda entrada foi a Degustação de Queijos com Mel Trufado (R$ 48). Os queijos são da Serra das Antas (MG), famosos e adorados por mim. Sou apaixonada! Os escolhidos foram o Taleggio, Reblochon, Gorgonzola Dolce e Chevre a L’Huile (Cabra). O mel trufado é feito lá, marinando com as trufas até agregar sabor. Além de aromático, a combinação é delirante! Os queijos são incríveis, realmente, e inesquecíveis.

Essa salada é excepcional! Figo fresco, gorgonzola, parma e nozes.

A terceira entrada é a Salada de Figo ao Balsâmico com Gorgonzola Dulce, Parma e Nozes (R$ 52). A salada é composta com figo fresco, tomatinhos, baby folhas, molho redução de balsâmico, gorgonzola dulce triturada, parma cru e nozes. Eu fiquei impressionada com essa salada! Ela é mais doce devido aos ingredientes e tem um toque salgadinho com a gorgonzola. Muito refrescante, colorida e bonita, é mais uma das saladas que o Jonathan me encanta! Suas montagens são sempre inusitadas.

Pratos Principais

Magret de Pato com molho de Amoras.Partindo para os pratos principais, o primeiro foi o Magret ao molho de Amora, com Arroz Vermelho Selvagem e Amêndoas (R$ 77). O magret é temperado com salho (que é batido e passado na pele), sal e pimenta (passado na carne) e é selado e cortado após o processo. O molho de amora é feito com a fruta fresca e cozida, possui toque de balsâmico e redução de suco Casa Madeira. O arroz vermelho é refogado depois de cozido, flambado com Contreau e aí é acrescentado physalis, cebola caramelizada e amêndoas. E como ficou? Perfeito! Acidez ideal, magret macio e bem vermelhinho por dentro, arroz no ponto certo e combinando muito com a carne. Além de bonito, o prato tem um mix de sabores muito peculiar, gostoso, adocicado e com um crocante no meio, que são as amêndoas.

Mini Arroz de Costela. Perfeito!

O segundo prato é o Mini Arroz de Costela ao Jus Lie, Castanha do Pará e Abóbora Jacaré (R$ 73). O mini arroz usado é o Ruzene, cultivado no Vale do Paraíba (interior de SP) e tem parceria com o grande Chef Alex Atala. É relativamente novo no mercado, seus grãos são bem pequenos e arredondados e, no prato, ele é feito como se fosse um arroz de grana, acrescentando a castanha do pará e a abóbora jacará no final. A costela Angus é deixada cozinhando por 2 dias até estar quase desmanchando.

Pra quem não sabe (eu não sabia hahahaha) o Jus Lie é o molho do suco do cozimento da carne, que é finalizado com manteiga até dar ponto napê (ideal para cremes). Pra montagem, o molho é depositado por cima da costela e nas laterais e finalizado com pistache e mini brotos. Cara, sem condição, a costela deeeeeeeeeeessssmanchava! Loucura total! O conjunto todo é muito banaca, bonito e o arroz fica muito cremoso.

Prato cheio de cultura e sabor! Filhote do Pará com Farinha D’Água!

Pra finalizar os principais, o prato mais esperado por mim: Filhote do Pará, Farinha D’água ao Tucupi e Camarão em Tapioca com Jambu (R$ 105). O filhote é cortado, deixado no suco de limão, sal e pimenta por 1 hora e depois é selado e levado ao forno. A farinha d’água também vem do Pará, da mesma forma que o filhote. Ela é refogada com cebola no azeite, depois é acrescentado o tucupi já preparado, cebola, azeite e sem adição de sal.

Sabe como é feito o Tucupi?

O Tucupi é feito da mandioca brava, quando ela é batida com água. Depois desse processo, o suco formado passa por um pano e é espremido. O suco que saiu desse método fica durante 1 dia tampado com o pano para começar a ferventar. Depois de ferventado, a parte de baixo vira polvilho e o líquido que sobrou é coado e acrescentado chicória, pimenta verde, alho, sal e pimenta, cozinhando meia hora mais.

Continuando sobre o prato, o camarão é empanado e finalizado na farinha de tapioca do Pará com jambu e um pouco de tucupi. O prato é realmente espetacular, recheado de sabor e de cultura. O jambu é bem leve, não dá a famosa sensação de dormência igual quando comemos ele puro, pois nesse caso ele ferventou. A textura da farinha fica menos dura do que normalmente se come no Pará, sendo mais pastosa. Os temperos desse prato são deliciosos, todos deveriam experimentar pelo menos uma vez na vida!

Sobremesas

Semifreddo de Mel com Castanhas Brasileiras.Indo para as sobremesas, comi o Semifreddo de Mel com Castanhas Brasileiras (R$ 22). Feito à base de merengue da casa, tem castanhas do Pará, caju e pistache, além de damasco e calda de frutas vermelhas. Adorei a textura com a crocância das castanhas, a acidez controlada da calda e putz, pede um pra não dividir, tá? Pelamor, é maravilhoso!

Pastel de Natas com Gelato de Macadâmia.

A segunda sobremesa foi um Pastel de Natas com Gelato de Macadâmia e telha de Canela (R$ 20). Decorado com redução de vinho, o pastel tem a massa crocante e o recheio bem cremoso. O gelato é do caramba, cheio de pedacinhos de macadâmia. A telha de canela dá um toque divertido e saboroso.

Mini Cookies Artesanais com Sorbet de Tangerina com Gengibre e Morango.

Para finalizar, em parceria com a My Cookies Vix, foi feito o Mini Cookies Artesanais com Sorbet de Tangerina com Gengibre e Morango (R$ 24). Os cookies são de brownie e o outro de damasco com doce de leite artesanal. O sorbet de tangerina tem o gengibre bem acentuado e o de morango vem com folhinhas de manjericão por cima. A brincadeira do prato é que os cookies são trocados na montagem do prato devido à estética, então, para comer, o ideal é o de brownie com o sorbet de morango e o de damasco com doce de leite com o sorbet de tangerina. Gente, é muuuuito refrescante! Os cookies são crocantes por fora e hiper macios por dentro, não dá vontade de parar de comer!

 

Saí de lá satisfeita? ENORMEMENTE! Se eu fosse você, corria para experimentar uma das novidades.

cardápio completo você encontra aqui no blog, com todos os valores certinhos.

 

Sobre o Aleixo

O Aleixo Restaurante é um ambiente sofisticado e requintado, com alta gastronomia, na Praia do Canto. Com capacidade para 2o0 pessoas, possui uma linda adega com rótulos do mundo todo (mais de 400 rótulos), um mezanino charmoso, uma sala VIP que cabe cerca de 15 pessoas e uma delicatessen recheada de produtos importados e artesanais. O restaurante foi fundado em 2004, há 13 anos, e ficou 3 anos parado, sendo reaberto em 2012.

Sobre o Chef Jonathan Nery

O Jonathan se formou em Gastronomia na Faculdade Novo Milênio e fez Pós-Graduação em Gestão de Alimentos e Alimentação Coletiva na Emescam. Fez alguns cursos na área, começou a trabalhar no antigo Café Tabaco e depois no O Mercador. Depois, entrou no Aleixo (antigo) e agora está à frente do Aleixo Restaurante por quase 6 anos. Um ponto super positivo do Jonathan, além de ser super simpático, é criativo. Por ser um restaurante tradicional, acho que o Nery conseguiu trazer novidades do mercado atual e casar com o conceito do restaurante sem perder as características clássicas que ele tem. Arrasou!

 

Espero que tenham gostado da dica. Vale a visita e o momento especial!

Beijos!

 

Aleixo Restaurante

Rua Aleixo Netto, 1204, Praia do Canto.

Telefone: 3322-7400

Funcionamento: De segunda a quinta de 12h às 00h, sexta e sábado de 12h às 01h e domingo de 12h às 16h.

Facebook / Instagram

1 ComentárioDeixe um comentário

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *